PUB

    Afonso Ré Lau e Maria José Santana     O relógio marcaria as oito horas de uma manhã cinzenta e húmida quando, há 100 anos, Raúl Brandão largou do Areão rumo a Norte. Naquele dia, o barco moliceiro escorregava sobre uma “ria lisa como um espelho que reflete o céu baço”, à medida

PUB