Bloco questiona governo sobre salários em atraso na Miralago/Órbita

 

 

O Bloco de Esquerda questionou o Ministério do Trabalho e da Segurança Social sobre a situação da Miralago/Órbita, depois de ter sido veiculado o atraso de, pelo menos, três meses de salário na empresa aguedense.

 

Na pergunta endereçada pelo deputado Moisés Ferreira, é apontado o facto de “50 dos 60 trabalhadores destas duas empresas” terem rescindido “os seus contratos por falta de pagamentos dos últimos três salários (janeiro, fevereiro e março)”.

 

“Estas duas empresas, apesar de terem encomendas mantêm dívidas a trabalhadores e fornecedores, tendo até sido alvo de penhoras nos últimos tempos por diversos incumprimentos”, nota, ainda, o deputado do Bloco.

 

Moisés Ferreira considera que a situação é ainda mais grave “porque são vários os casos de familiares a trabalharem juntos nestas duas empresas”. “Urge, pois, uma resposta social por parte do Estado para evitar uma calamidade social”, alerta.

 

O parlamentar questiona, assim, se o governo tem “algum plano de natureza urgente de intervenção social destinado a estes trabalhadores para minorar as consequências da falta dos seus salários”.

 

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de