Maio é mês de celebrar o azulejo em Ovar. E há atividades para vários públicos

 

 

A Igreja de Válega, com as suas pinturas coloridas, impressiona ao primeiro olhar. Uma verdadeira obra-prima, com honras de destaque num município rico em azulejaria. Ovar tem identificadas 800 fachadas de azulejo, a maioria das quais no centro da cidade, apostando, desde há alguns anos, na sua afirmação enquanto “museu-vivo do azulejo”.

 

Entre os vários projetos municipais em prol do património azulejar, há um que merece realce pela quantidade de eventos e de participantes que envolve: Maio do Azulejo. O município dedica todo o mês de maio a este valioso património, numa celebração para a qual todos estão convidados.

 

De 2 a 31 de maio, e pelo terceiro ano consecutivo, o Maio do Azulejo apresenta um programa diversificado. Visitas guiadas, oficinas, exposições, educação patrimonial e atividades lúdicas, direcionadas para vários públicos, estão entre as propostas.

 

A abertura oficial do programa Maio do Azulejo está marcada para o próximo dia 2, a partir das 18 horas, com a abertura da Exposição “da Fotografia ao Azulejo” de José Luis Mingote – Museu de Ovar (18h00) e a visita pelo centro da cidade, cumprindo o roteiro “Rua do Azulejo” (18h30).

 

Importa lembrar que o município criou, em 2015, um itinerário com passagem por vários edifícios e fachadas do centro. No final, os participantes têm a oportunidade de colocar as mãos nos pincéis e nas tintas, cumprindo uma experiência de pintura de azulejos no final. Para mais informações sobre os passeios “Rua do Azulejo”, os interessados deverão contactar o Serviço de Turismo de Ovar, através do telefone 256509153.

 

 

 

* Créditos das fotos: Sandra Bio

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de