Deem uma oportunidade ao vinho

 

João Manuel Oliveira*

 

 

O vinho não é a bebida da moda. Nem a deste ano – o rum suplanta-o -, nem a dos últimos anos – o gin ganha em larga escala. Até a cerveja artesanal é mais moda. Mas curiosamente o vinho é transversal a raças, géneros, idade, condição social e profissional. Há um vinho para todos e por isso, deve ser das bebidas mais democráticas. Mas a razão desta crónica é mais simples: dê uma oportunidade ao vinho e ele saberá recompensar esta proposta.

 

A primeira premissa é que, ao contrário de há 30 anos, neste momento não há “vinhos maus”. A ciência enológica e os produtos associados permitem corrigir, tratar antecipadamente e acertar um vinho, sendo por isso quase impossível apanhar um vinho que esteja imbebível seja num supermercado seja noutros locais. O que pode acontecer é ainda não ter descoberto um vinho ao seu estilo – O que significa que é preciso continuar a ler estas crónicas que regularmente irão aparecer na Aveiro Mag.

 

Portugal tem uma área enorme de descoberta de vinhos. Somos um país onde se bebe vinho de lote (vinho produzido com várias castas), monovarietais, vinhos em solos tão diversos como desde a areia até ao granito, passando pelos argilo-calcários, xistos, calhaus rolantes, numa diversidade de solos, castas, altitudes e exposição solar que permitem vinhos muito diferentes.

 

Não se iluda a dizer que o vinho é todo igual. Na prática não o é. A verdade é que 90 por cento das pessoas que compram vinho o fazem no supermercado e na faixa entre os 2-4 euros. Ok, por aí, as diferenças são esbatidas e os vinhos são mais “iguais”, mais “tecnológicos”. É nos escalões acima que estão as novidades nos últimos anos.

 

Por isso, para uma geração que do gin tónico em copo alto passou para as receitas de gin, é o momento de dar uma oportunidade ao vinho. Uma geração que, quando for a um restaurante, não se fique pelas marcas conhecidas mas de a oportunidade de provar um vinho diferente, sugerido ou que tenha lido. Que passe por uma garrafeira, diga um preço e conheça uma região diferente. Temos vinhos tranquilos do Minho ao Algarve e dos Açores e Madeira. Prove e aproveite. Estas crónicas vão ser regulares, aqui na Aveiro Mag e irão ajudar a navegar neste mundo lindo do vinho da região de Aveiro.

 

 

* João Manuel Oliveira é assessor de imprensa e conhecido enófilo, e criador do podcast Magnum Wine Club

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de