Aveiro prepara semana dedicada à tecnologia, arte e cultura

 

 

Durante sete dias, em outubro, a cidade de Aveiro irá acolher um conjunto de eventos que a colocarão como epicentro da rota tecnológica. De uma assentada só, a câmara municipal de Aveiro promoverá três iniciativas dedicadas à tecnologia, arte e cultura: Techdays, Criatek e Prisma/Art Light Tech.

 

Estão assim garantidos, de 7 a 13 de outubro, sete dias consecutivos de conferências, exposições, instalações artísticas, performances e outras experiências para os cidadãos aveirenses e seus visitantes.

 

Para o presidente da autarquia, “trata-se de mais um importante passo, de uma visão integrada que a câmara tem para o município, com o relevante incentivo que o ‘Aveiro STEAM City’” trouxe”.

 

O Techdays Aveiro acontecerá nos dias 10 a 12 de outubro, no Parque de Exposições de Aveiro, juntando empresas, unidades de investigação, empreendedores, criativos e o público em geral no mesmo palco para debater e experimentar o futuro.

 

Já o Criatek, que vai para a sua terceira edição – mudou foi a sua data habitual -, apresentará no interior de alguns espaços públicos da cidade peças e artistas de referência nacional e internacional.

 

Com uma aposta numa programação diversificada, experimentalista e de qualidade, o Criatech irá ao encontro do público em geral, do familiar, dos visitantes da cidade nos seus percursos turísticos, mas também do público especializado. Estende-se entre os dias 7 e 13 de outubro.

 

Um grande festival de luz

 

Prisma/Art Light Tech, nos dias 11 e 12 de outubro. O Prisma assume a luz como o seu elemento central, a sua matéria prima de base para ser moldada pela arte. Combina várias instalações de arte contemporânea que incluem projeções, instalações e obras de som e luz e irá decorrer em vários espaços da cidade, com a presença de artistas de renome internacional.

 

“O Prisma virá fortalecer um ambiente inteligente para o crescimento das indústrias criativas em Aveiro, com base na cooperação entre criativos, estudantes, artistas e empresas. O Prisma trará à cidade um ambiente convidativo, divertido e convidará à exploração e (re)descoberta da cidade através de uma nova luz. O Prisma quer ser também um contributo para a boa gestão ambiental, chamando a atenção para a eficiência energética e convidando ao uso dos modos suaves de mobilidade”, garante a autarquia.

 

 

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de