Reserva de São Jacinto com melhores condições para receber visitantes

 

 

 

Foram inaugurados, esta segunda-feira, o novo centro interpretativo e o novo centro de acolhimento da Reserva Natural das Dunas de São Jacinto, infraestruturas que vieram melhorar as condições de visitação da área protegida do município de Aveiro. A intervenção integrou ainda a melhoria de acessibilidade do percurso existente, numa extensão de aproximadamente 2,2 quilómetros, e a construção de um observatório de aves.

 

O novo centro de acolhimento tem capacidade para albergar 20 pessoas e o centro interpretativo está dotado de auditório, bar com área de esplanada e um espaço expositivo.

 

“É uma obra que recoloca a reserva no futuro”, destacou Ribau Esteves, presidente da câmara de Aveiro, a propósito do investimento de cerca de um milhão de euros – suportado pela sociedade Polis Litoral Ria de Aveiro – e que foi inaugurado pelo ministro do Ambiente, Matos Fernandes.

 

A cerimónia acabou por ficar ainda marcada pela perspetiva de que a Reserva Natural das Dunas de São Jacinto deverá ser um dos primeiros exemplos de “cogestão das áreas protegidas”.

 

O diploma que define o modelo de cogestão das áreas protegidas foi publicado no passado dia 21 de agosto e, segundo confirmou Ribau Esteves, relativamente a São Jacinto o processo negocial está a correr bem – o autarca estima formalizar a entrada do município na gestão da reserva natural em breve.

 

 

 

 

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de