Festivais de Outono propõem “Histórias e Danças” e “Cabaflamen”

 

 

“Histórias e Danças”, com o flautista Nuno Inácio e a harpista Carolina Coimbra, e “Cubaflamen”, onde o flamenco se cruza com jazz latino, são as duas propostas para os Festivais de Outono nos dias 21 e 23 de novembro. Os concertos começam ambos às 21h30. O primeiro, no Museu de Aveiro/Santa Joana, e o segundo, no auditório Renato Araújo, Reitoria da Universidade de Aveiro.

 

“Histórias e Danças” é constituído por composições de Joseph Lauber, Arthur Honegger e Astor Piazzolla. Carolina Coimbra é harpista convidada da Orquestra Gulbenkian. Colabora regularmente com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana de Lisboa, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Orquestra Vigo 430, entre outras. Nuno Inácio é 1.º Solo-Flautista da Orquestra Metropolitana de Lisboa. É desde 1999 docente na Escola Superior de Música de Lisboa e na Academia Nacional Superior de Orquestra (Academia da Metropolitana). Nuno Inácio é considerado uma das referências incontornáveis da Flauta em Portugal.

 

Já “Cubaflamen” junta Diego el Gavi, um talentoso cantor de flamenco – com um estilo muito próprio que mistura elementos típicos do flamenco e do jazz – e Victor Zamora, um pianista cubano com influências do chamado latin jazz, também com um estilo muito característico.

 

O programa avança a passos largos para o encerramento a 29 de novembro, no Teatro Aveirense, com a Orquestra de Cordas e Sopros do DeCA e a Orquestra Filarmonia das Beiras.

 

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de