Eduardo Robalo: a fazer magia de Aveiro para o mundo

 

 

 

Cresceu de volta dos palcos, a acompanhar e a ajudar o pai, artista que já dispensa apresentações em Aveiro: o palhaço Mário Faísca. Talvez isso ajude a explicar o seu à-vontade com o público, os holofotes e as câmaras. Eduardo Robalo nasceu artista e hoje, aos 20 anos, acusa uma vontade enorme de correr atrás dos seus sonhos.

 

Há cerca de um ano despertou para a área da magia e, desde então, não tem parado de se afirmar nesta área artística. Criou um canal no Youtube e os seus programas, que têm como cenário a cidade de Aveiro, contam com milhares de visualizações. Pura magia? Não. Muito treino e uma boa dose de arrojo.

 

Nascido em Aveiro, Eduardo Robalo confessa-se um apaixonado pela sua cidade, razão pela qual decidiu apostar nas paisagens aveirenses para filmar os episódios do programa “Perspetivas Mágicas de Aveiro”.

 

 

 

 

As ruas da cidade, os mercados, os moliceiros ou as salinas, servem de cenário para os seus truques de ilusionismo, num programa que ainda irá conhecer mais alguns episódios. Depois disso, Eduardo Robalo estreará outro projeto – ainda no segredo dos deuses.

 

Fez-se mágico quase por acaso, há um ano, a jantar na casa de um amigo. “Um rapaz de Lisboa chegou lá com uns truques de magia e eu fiquei logo deslumbrado”, relata. Começou logo a pesquisar e a treinar. “Porque o à-vontade eu já tinha”, nota o jovem aveirense. “Truques de magia qualquer pessoa pode aprender. A diferença está na capacidade de comunicação e de entretenimento”, explica, reconhecendo que a sua experiência a acompanhar o pai lhe deu uma bagagem extraordinária. “Desde os quatro anos que eu piso palcos, faço trabalhos de rua”, testemunha.

 

Eduardo Robalo assume, sem qualquer tipo de problemas, que já teve truques que lhe correram mal. Inclusive, na televisão, num programa da SIC, recorda. “Mas consegui dar a volta e as pessoas não perceberam o que correu mal”, desabafa.

 

 

 

 

 

Um fiel seguidor de Luís de Matos

 

 

Por ora, Eduardo Robalo ainda não consegue dedicar-se em exclusivo à área artística, trabalhando em part-time numa loja de um centro comercial da cidade. Mas assim que for possível, quer fazer do mundo do espetáculo o seu modo de vida. À semelhança do que acontece com o seu ídolo, o mágico Luís de Matos. “Adoro o trabalho dele, a pessoa que ele é e o que ele transmite”, vinca.

 

Projetos e sonhos não faltam ao jovem ilusionista aveirense. E determinação também não. O seu canal de Youtube continua a ser uma das suas grandes prioridades, mas sempre que a possibilidade surgir está preparado para subir a um palco e… fazer magia.

 

A pergunta torna-se inevitável, já quase no final da entrevista: se tivesse a possibilidade de, através de um truque de magia, mudar alguma coisa na cidade, o que mudaria? “Criação de mais dinamismo na nossa cidade. Poder fazer mais coisas com pouco dinheiro” e “maior apoio” por parte das entidades competentes, nomeadamente da autarquia, “para abraçar projetos e ideias empreendedoras de ideias inovadoras”.

 

 

 

Eduardo com o pai, Mário Faísca

 

 

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de