Região demarcada da Bairrada celebra o seu 40.º aniversário

 

 

 

“A região da Bairrada é de longa data conhecida como produtora de vinhos de qualidade.” É esta a frase que se pode ler no primeiro parágrafo da portaria que, a 28 de dezembro de 1979, criou a Região Demarcada da Bairrada. Passaram, assim, 40  anos de uma efeméride que foi alvo da devida comemoração, esta terça-feira, na Curia, em Anadia.

 

A festa, organizada pela Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB), contou com a presença da ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, e aconteceu precisamente quatro meses depois da apresentação de uma nova identificação visual, materializada numa marca colectiva e identitária da região.

 

Pedro Soares, presidente da CVB, lembrou o percurso destes últimos anos, muitas vezes atribulado, mas acima de tudo singular e genuíno, prestando homenagem a todos os que têm vindo a defender e valorizar o território, as uvas e os vinhos produzidos na Bairrada. Atualmente, a Região Demarcada da Bairrada: está situada entre os rios Vouga (a Norte) e Mondego (a Sul), e as Serras do Buçaco (a Oeste) e do Caramulo (a Este); é constituída por oito concelhos: Águeda, Anadia, Aveiro, Cantanhede, Coimbra, Mealhada, Oliveira do Bairro e Vagos; e contabiliza 5.000 hectares.

 

Já a ministra da Agricultura, que iniciou a sua deslocação à região no Museu do Vinho Bairrada – onde promoveu uma reunião de trabalho com representantes de diferentes instituições ligadas à região e ao vinho -, mostrou-se muito satisfeita com esta visita. Até porque “mais do que preocupações, ouvi projectos; e projectos muito interessantes, nomeadamente aquele que passa por criar nesta região, que é responsável por cerca de 50% da produção nacional de espumante, um Centro de Investigação de Espumantes”.

 

 

 

 

 

* Créditos das fotos: Ricardo Almeida Xe

 

 

 

Partilhar
avatar
  Notificações  
Notificação de