Nanu, Taroca e Andorinha. Estas e outras alcunhas de Aveiro estão reunidas num livro

 

 

 

Há pessoas que carregam alcunhas mais fortes do que os nomes próprios. Muitas vezes são herdadas de família, com origem nas profissões ou ofícios, mas também há quem adquira apelidos ao longo da vida. Só em Aveiro, terão existido (algumas ainda permanecem) cerca de 500 alcunhas. Apelidos como Andorinha, Nanu, Taroca ou Cochicho, que estão, agora, compilados num livro da autoria de Manuel Pacheco e ilustrações de Armando Regala. Chama-se “Alcunhas d’Aveiro” e tem sessão de lançamento agendada para o próximo dia 24, pelas 19h30, na Praça do Peixe.

 

Depois de reunir cerca de 350 alcunhas típicas de Aveiro, Manuel Pacheco, nascido e criado na Beira-Mar recebeu, das mãos de um amigo, mais umas quantas alcunhas aveirenses, reunidas e escritas por António da Naia Graça. Manuel Pacheco decidiu juntá-las todas no mesmo livro, apresentando um vasto rol de “alcunhas individuais e de famílias da primeira metade do século passado, muito interessantes, algumas coincidentes com as que escrevi de memória”.

 

“O meu avô João ‘Cochicho’, que foi contínuo do liceu, foi o meu inspirador, e que me deu mundo até aos dezasseis anos”, destaca o autor que decidiu apresentar, ainda, neste livro “cinquenta estórias de grandes figurões dos bairros da cidade”. “São estórias picarescas que, se não fossem relatadas, caíam no esquecimento, bem como as suas alcunhas”, reforça.

 

Manuel Pacheco faz também questão de destacar a participação de Armando Regala no livro, desenhando “caricaturas impessoais, algumas enquadradas em geografias caracterizadores da nossa cidade, e algumas de antanho. O trabalho que elaborou é notável pela paciente cromática e acrescenta um valor incomensurável ao livro”.

 

Um livro para a “gente boa de Aveiro”

 

O livro é “dedicado aos Cagaréus, Ceboleiros e Bicudos” e a toda a “gente boa de Aveiro”, refere o autor, a propósito do trabalho que conta com prefácio de José Domingos Maia, prólogo de José Carlos Mota e posfácio de Daniel Tércio Guimarães – a paginação é de Helder Santos.

 

Irá estar à venda por 18 euros e os lucros irão reverter a favor de duas instituições de Aveiro ( o CARDA – Centro de Alcoólicos Recuperados do Distrito de Aveiro e o EPA – Estabelecimento Prisional de Aveiro). “Alcunhas d’Aveiro” conta com o apoio do município de Aveiro e do projeto Comércio Nosso.

Partilhar

7 Comments

  • Avatar
    José Pedro Homem Cristo
    13 de Julho, 2020

    Muito Boa tarde. Sendo descendente de aveirenses ilustres do povo, gostaria imenso de adquirir esse livro. assim que tiverem mais indicações contacte-me por favor. Com os meus melhores cumprimentos. José Pedro Homem Cristo

    • Avatar
      Manuel Pereira Pacheco
      14 de Julho, 2020

      Bom dia Sr.José Pedro Homem Cristo, p.f.envie-me o seu endereço postal para pachecos5@sapo.pt, para lhe enviar o livro via CTT.Saudações Aveirenses

  • Avatar
    Isabel Maria de Morais Neo
    18 de Julho, 2020

    Como posso comprar o livro?

  • Avatar
    Madalena
    26 de Julho, 2020

    Boa noite. Onde posso adquirir o livro? Obrigada

  • Avatar
    Madalena Correia
    26 de Julho, 2020

    Boa noite. Onde posso adquirir o livro? Obrigada

Post a Comment