Mocinha: uma concept store que celebra o mar e a cidade

 

Acaba de abrir portas, na rua dos Combatentes da Grande Guerra, em Aveiro, uma concept store que exalta a vocação náutica e a disposição urbana da cidade. Esta “Mocinha” promete trazer uma nova onda de decoração, moda e artesanato ligados ao mar, sem esquecer a bicicleta e todos os acessórios indispensáveis à sua utilização assídua.

 

 

O mar inteiro numa loja

 

“A primeira ideia foi trazer o mar cá para dentro”, conta Helena Lamoso, ao leme deste projeto. Na Mocinha Concept Store as paredes têm as cores do oceano e da areia e há apontamentos com riscas que remetem para as fachadas dos tradicionais palheiros ou para os padrões mais comuns nos fatos de banho antigos. A montra está embandeirada com estandartes do código internacional de sinais – tradicionalmente usado para transmitir mensagens entre embarcações – e há pedaços de rede e troncos corroídos que foram recuperados em plena praia, naqueles passeios em manhãs cinzentas e baixa-mar.

 

Há artigos de mesa com âncoras, baleias e rosas-dos-ventos, candeeiros em forma de farol, boias, remos, trabalhos em arte de marinheiro, maquetes de veleiros e tantos outros acessórios decorativos de inspiração náutica.

 

Tudo especialmente pensado para quem, tal como Helena, não imagina a sua vida sem o mar.

 

 

Uma loja que se completa na cidade

 

No entanto, nesta concept store, o conceito é Aveiro: água, vento, areia, sal, barcos, mas também o pulsar da urbe, a sombra dos edifícios e o serpentear das ruas, e ainda a natureza que a todos evoca, envolve e educa.

 

A loja disponibiliza bicicletas urbanas de vários tipos (desdobráveis, de trekking, de estilo holandês), bem como campainhas, selins, capacetes, cestos, cadeados e outros acessórios essenciais para quem gosta de pedalar ao ritmo da cidade; há corta-ventos, camisolas e gorros ideais para aqueles dias em que a brisa salgada sopra com mais vigor, “mochilas amigas do ambiente” (feitas a partir de plástico reciclado) que convidam a um passeio na natureza e um cantinho especial junto ao balcão com cachecóis aurinegros, emblemas, cadernos, canetas e outros itens do merchandising oficial do “clube da terra”, o Sport Clube da Beira-Mar.

 

 

Helena é, ela própria, a “mocinha” que a loja evoca. É desta forma carinhosa que António – o marido – se refere a ela. Também Helena o trata por mocinho. É daquelas expressões de afeto que não têm uma origem certa. Aparecem, instalam-se na intimidade de uma família e, com o tempo, tornam-se expressão de “paz, conforto e memórias agradáveis”. “É o nosso termo, mas agora decidimos abri-lo à cidade”, explica Helena.

 

A loja abriu na rua dos Combatentes da Grande Guerra, uma emblemática artéria da cidade que, pela proximidade à catedral e ao Museu de Santa Joana, figura em todas as rotas turísticas. No entanto, se esta rua tem merecido atenções por parte dos turistas que visitam Aveiro, o mesmo não se pode dizer dos aveirenses que, regra geral, “têm vivido algo alheados” daquela zona urbana. Helena está convicta que a Mocinha pode ajudar a contrariar essa tendência. Afinal, não faltam razões para que, na Mocinha, os aveirenses se sintam como peixe na água.

 

Não falta quem questione a opção de abrir um negócio em tempos de pandemia, crise económica e constantes recomendações de recolhimento. Audácia? Loucura? Helena prefere entendê-la como uma inevitabilidade. A verdade é que “o projeto começou a ser construído bem antes desta crise”. Assim sendo, “porque não abrir agora? O mundo não pára, a vida não faz um intervalo e nós não podemos baixar os braços”, reitera Helena.

 

 

Mocinha Concept Store

Rua dos Combatentes da Grande Guerra, 81 – Loja A

3810-087 Aveiro

Telefone: 234 037 705 // 912 246 380

E-mail: geral@mocinha.pt

Site: www.mocinha.pt

 

 

*Fotos: Afonso Ré Lau

Partilhar

Post a Comment