Há um novo parque canino em Águeda e tem a forma de osso

 

 

 

A Câmara Municipal de Águeda inaugurou, esta quinta-feira, o Parque Canino da Várzea, localizado no Parque da Várzea, recentemente requalificado. Trata-se de um investimento de cerca de 20 mil euros, que vai permitir aos donos dos “melhores amigos do homem” passearem o seu animal de estimação e usufruir de um espaço a eles dedicado, podendo ainda ser um ponto de encontro e local de sociabilização.

 

“Ainda há poucos meses, este espaço era um depósito de lixos. Transformámos esta área da cidade, que não era muito digna e que agora está aqui uma zona que nos orgulha a todos”, começou por notar Jorge Almeida, presidente da Câmara Municipal de Águeda, enumerando algumas mais-valias da intervenção naquela zona, como uma rua nova, o parque propriamente dito e agora o parque canino.

 

Este parque tem o formato de um osso gigante, com uma vedação em postes torneados em madeira de pinho, ocupando uma área total de 544,59 metros quadrados. No interior, estão dispostos de uma forma geograficamente equilibrada, saltos, balancé, slalom, ponte, arco de salto, túnel e salto simples.

 

Ao entrar no espaço (na ponta lateral do “osso”), está criada uma ante-câmara, com duas portas, permitindo controlar a saída inadvertida dos animais que estejam no interior. O parque, que tem na entrada um painel interpretativo, está ainda equipado com bebedouro canino, dispensador de sacos, caixa sanitária e dois bancos de jardim para as pessoas que acompanham os cães.

 

A Câmara de Águeda aproveita a disponibilização deste espaço para lançar mais uma campanha de sensibilização para que os donos dos “amigos de quatro patas” apanhem os dejetos caninos da via pública. “Não é coincidência. Ao mesmo tempo que inauguramos este parque queremos enviar uma mensagem para os donos destes animais; precisamos de ter cuidado, nos espaços públicos onde brincam crianças, onde usufruímos e onde também podem passar os nossos animais, que naturalmente podem deixar dejetos, é importante sermos responsáveis por aquilo que eles fazem e cuidarmos do espaço que é de todos”, frisou Jorge Almeida.

Partilhar

Post a Comment