Programa de rádio emitido a partir da região conquista o país

 

 

 

É a prova que faltava em relação ao poder que a palavra ainda tem na rádio. Nascido em fevereiro de 2020, em pleno início de pandemia – por mera coincidência do destino -, o programa A Culpa é das Estrelas tem essa grande (e rara) particularidade de aliar a música aos textos literários. Emitido a partir da Gafanha da Nazaré, através da frequência da Rádio Terra Nova, este programa radiofónico anda nas bocas do mundo e até foi digno de referência na imprensa nacional. E a culpa é de uma criança de Aveiro. E também do seu pai, do escritor que deu a conhecer a sua história ao mundo e do radialista que emprestou a voz ao texto e realizou o programa.

 

Para aqueles que estão habituados a sintonizar a frequência 105 FM, o nome Jorge Cravo já dispensa apresentações. É, há mais de 30 anos, uma das vozes habituais da Rádio Terra Nova. Ainda que a carreira profissional na área financeira o tenha levado para fora do país (e do continente), mantém uma presença constante na grelha da emissora localizada na sua terra natal. No ano passado, decidiu avançar com um novo projeto, que contrariasse essa tendência de programas radiofónicos comandados por “play lists” e computadores.

 

“Queria um projeto marcado pela literatura, que não fosse pegar em livros de que eu gostasse e começar a lê-los na rádio. Por isso, comecei a desafiar algumas pessoas que sei que escrevem bem, a escreverem textos para o programa”, introduz, em entrevista à Aveiro Mag. “Começou com três, quatro autores, hoje são dez; começou com autores da região e, entretanto, já temos escritores de Lisboa e também uma autora de São Paulo”, acrescenta.

 

Cada um desses autores e respetivos textos é digno de destaque, mas há um texto em particular que fez catapultar as audiências e os seguidores do A Culpa é das Estrelas. Em causa a história do pequeno Nicolau, uma criança de Aveiro, contada pelo também aveirense Rui Miguel Almeida. “O Nicolau, na altura com três anos, tinha uma doença com uma extrema gravidade e estava a fazer quimioterapia. Como ele adora comboios, e gostava de ir para a estação ver os comboios passar, o pai do Nicolau ia todos os dias filmar os comboios para depois mostrar essas imagens ao Nicolau, no hospital. E essa era a única forma que ele tinha de sacar um sorriso ao filho”, relata o radialista.

 

Foram muitos aqueles que se emocionaram com a história do Nicolau e do pai, Gonçalo, incluindo o próprio Jorge Cravo e o jornalista do Expresso Germano Oliveira, que deu eco desta história no Expresso Curto de 25 de agosto de 2020, voltando a ela a 27 de maio deste ano. Sim. Porque a história do Nicolau e do Gonçalo teve desenvolvimentos (felizes) e voltou às ondas hertezianas da rádio. O Nicolau recuperou, com todas as necessidades de atenção que uma doença desta gravidade exigirá nos anos futuros, e voltou a visitar a estação ferroviária de Aveiro para observar os comboios, pelo seu próprio pé, juntamente com o seu pai. “Tínhamos que dar nota desse final feliz. E, mais uma vez, o Rui Almeida escreveu um texto fantástico sobre o Nicolau”, realça Jorge Cravo, a propósito do programa emitido a 19 de maio deste ano.

 

Estava, assim, mais do que confirmada a razão de ser do A Culpa é das Estrelas – vai para o ar à quarta-feira, com reposição ao domingo, às 22h00 – e de todo o trabalho que cada programa requer. “Uma hora de programa tem várias horas de trabalho de preparação por trás”, refere o produtor, que é também muitas vezes obrigado a improvisar “estúdios de gravação” por esse mundo fora. “Já foi gravado a bordo de um veleiro numa viagem às ilhas paradisíacas de San Blás, no Panamá”, exemplifica, contando, ainda, que também já teve que fazer do roupeiro um pequeno estúdio, para camuflar ruídos.

 

A Culpa é das Estrelas promete continuar a fazer-se ouvir, dando voz e banda sonora aos seus autores residentes. Talvez um dia venha a merecer um livro, uma espécie de compilação dos seus melhores textos, admite Jorge Cravo. Para já, o encontro está marcado para as noites de quarta-feira, com reposição ao domingo, às 22h00, nos 105 FM ou online.

 

 

O programa já chegou a ser gravado a bordo de um veleiro

 

 

* Créditos da foto de capa: Planeta Cravo Fotografia

Partilhar

2 Comments

  • Avatar
    Jorge Cravo
    14 de Junho, 2021

    Muito obrigado Aveiro Mag!

  • Avatar
    Pedro Salles
    14 de Junho, 2021

    Grande Jorge Cravo, grande a “Culpa é das Estrelas”, um programa ao nível do melhor feito em Portugal a nível nacional…de facto. Parabéns.

Post a Comment