Há mais um baloiço plantado junto à ria e também nos convida a ler

 

 

Aqueles que costumam percorrer o Caminho do Praião, que já foi considerado um dos trilhos com melhores vistas, já deram de caras com ele, algures entre a zona da Bruxa e a Vagueira, mais concretamente na Gafanha do Carmo, à beirinha das águas da ria. Falamos do Baloiço da Borda, que mais do que uma estrutura para tirar boas fotos, pretende ser um local que convida a usufruir da paisagem natural circundante e da avifauna que por ali habita. E também tem uma pequena biblioteca, acessível a quem vier por bem.

 

A ideia nasceu de um filho da terra, em pleno período de confinamento. Flávio Próspero, bartender de profissão, fez do fundo quintal da casa dos pais o seu local de retiro em tempos de pandemia. Arregaçou as mangas e, com a ajuda do pai, construiu um baloiço de madeira. “Foi a minha terapia”, confessou à Aveiro Mag.

 

Aquilo que começou por brincadeira não tardou a atrair uns quantos fãs. A verdade é que o Baloiço da Borda já conta com página própria de Facebook e Instagram, somando umas boas dezenas de likes e partilhas.

 

Flávio Próspero diz que o convite passa por chegar “e relaxar” – daí os livros, disponíveis para quem quiser prolongar a estadia. No futuro, gostava de ali promover alguns pequenos eventos – nomeadamente, atuações de jazz – e, se possível, servir umas bebidas. Afinal de contas, é essa a sua praia. Trabalhou em cruzeiros nas Caraíbas, em resorts de luxo no Algarve e nos melhores hotéis e bares de Londres, tendo sido vencedor e finalista de competições de bar a nível nacional e internacional.

 

 

Partilhar

Post a Comment