AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

“Derrame”, de Manuel Paula Dias e Ernesto Barros, passa esta terça no TA

Artes

 

Um filme de Aveiro e três filmes recentemente restaurados pela Cinemateca Portuguesa marcam a próxima terça-feira de cinema no Teatro Aveirense. A sessão, que se inicia às 21h30, é marcada pela exibição do filme “Derrame” de Manuel Paula Dias e Ernesto Barros.

Sendo um filme rodado nos tempos revolucionários de 1975 e terminado em 1977, integra imagens únicas do funeral do soldado que faleceu no assalto à sede de Aveiro do Partido Comunista Português.

Em “Derrame” é possível assistir a alguns dos momentos mais revolucionários que a cidade de Aveiro viveu num tempo de mudança e revolução.

Os autores, dois cineastas do chamado “Grupo de Aveiro” que marcaram o cinema não-profissional português nos anos 60 e 70, têm uma significativa obra fílmica com forte presença da sua cidade.

Manuel Paula Dias vai estar a apresentar a sessão.

Festa Publicidade

Tendo sida adiada a estreia da curta metragem “Experimenta Música”, a sessão é completada pela exibição dos três filmes que a Cinemateca Portuguesa recentemente restaurou e cuja exibição integra o tema “Cultura e Democracia” de Aveiro 2024 – Capital Portuguesa da Cultura.

As três curtas-metragens históricas são: “Ano 1º - 1º de Maio” (1975),  uma realização e produção da chamada Unidade de Produção Cinematográfica Nº 1; “Cravos de Abril” (1976), uma realização de Ricardo Costa; e “Paredes Pintadas da Revolução Portuguesa” (1976), realizado pelo cineasta António Campos.

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.