mestrados

Projeto da UA estuda proposta para monitorização dos fundos europeus

mestrados

 

 

 

Um grupo de investigadores e bolseiros da Universidade de Aveiro, com o cofinanciamento do POAT – Programa Operacional de Assistência Técnica, do Portugal 2020 e da União Europeia (valor total financiado: 138.892 euros), desenvolveu, no âmbito do projeto Monitoriza 2030 (monitoriza2030.pt), uma plataforma demonstradora de um Sistema Espacial de Apoio à Decisão (SEAD). Esta é passível de adaptação para a monitorização de candidaturas financiadas no âmbito da Estratégia Portugal 2030 e indicadores associados.

 

A plataforma demonstradora desenvolvida está disponível publicamente para consulta em https://monitoriza2030.pt/platform# e foi construída com base nos dados dos projetos financiados no âmbito do Portugal 2020, dados dos relatórios e contas das empresas financiadas e dados disponíveis na plataforma do INE – Instituto Nacional de Estatística, sendo que estes últimos são atualizados de forma dinâmica com base nos últimos dados proporcionados pelo INE. Trata-se de uma solução informática de acesso público, podendo ser utilizada por investigadores, entidades de gestão, empresas, consultores ou público em geral.

 

Esta plataforma revela-se diferenciadora por concentrar, de forma dinâmica, não apenas dados relativos aos projetos beneficiados pelos fundos, permitindo a sua monitorização pelas autoridades competentes, mas também dados das empresas beneficiadas e dados macroeconómicos de contexto, disponibilizados pelo INE. Assim, a plataforma agrega indicadores importantes para a avaliação direta e indireta do impacto dos projetos, para acesso do público geral, podendo ser visualizados de acordo com vários níveis do território nacional (NUTS I, II e III), reforçando a transparência na comunicação dos resultados das políticas públicas.

 

O projeto é liderado pela professora Irina Saur-Amaral (ISCA-Universidade de Aveiro) e por Ciro Martins e Jorge Gonçalves (docentes na ESTGA-UA e responsáveis pelo desenvolvimento da solução técnica que permite o funcionamento da plataforma demonstradora). Como investigadores, a equipa é composta pelos professores Ana Torres (ISCA- UA), Filipe Sardo (Universidade da Beira Interior) e Teresa Aragonez (ISCA-UA). Já a equipa de bolseiros conta com Adália Almeida e Ana Rita Areosa (estudantes no ISCA-UA), António Bento e Pedro Duarte (recém-licenciados na ESTGA-UA e Deti-UA, respetivamente), como bolseiros de investigação e Nuno Oliveira (estudante na ESTGA-UA), que desenvolveu a versão final da plataforma.

 

Espera-se que a plataforma demonstradora desenvolvida possa ser uma ferramenta facilitadora da transparência e da partilha e conhecimento dos dados, agora disponíveis, contribuindo assim para futuros sistemas espaciais de apoio à decisão que se baseiem na ciência dos dados. Este é o primeiro passo para um novo projeto, mais ambicioso, de âmbito europeu.

Partilhar

Post a Comment