AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Pedro Tochas como nunca o viu, no Teatro Aveirense

Palcos

Se não fosse a pandemia, Pedro Tochas andaria, por esta altura, a levar aos quatro cantos do país o seu último espetáculo. Aquele cuja estreia teve que ser adiada sine die por conta deste vírus que tomou conta dos nossos dias. A vida trocou-lhe as voltas, mas Pedro Tochas não se deu por vencido. Decidiu criar um novo espetáculo, dando cumprimento a uma ideia que já andava a congeminar. Vai apresentá-lo pela primeira vez esta sexta-feira, em Aveiro, cidade que conhece bem e que já foi berço de outras estreias suas.

Neste novo projeto, Pedro Tochas leva o malabarismo para o palco e conta histórias associadas àquilo que vai fazendo. “O objetivo é passar um serão em que posso contar histórias e fazer malabarismo, que é algo que já não faço há muito tempo”, desvenda, expectante para ver a reação do público. “Se não correr bem, não apresento em mais lado nenhum”, repara, com humor, reconhecendo que Aveiro até que lhe tem dado sorte. “Já tenho uma relação criativa com a região”, assegura, lembrando que foi por estas bandas que nasceu o espetáculo “Nariz Preto”.

Tudo leva, assim, a crer que a relação dê mais um bom fruto, esta sexta-feira à noite (21h30), no palco do Teatro Aveirense. O outro espetáculo (Tochas e Telmo, O Regresso da Vingança - Parte II), vai ter de ficar guardado na gaveta, à espera de melhores dias – era para ter estreado a 31 de março, no Teatro Villaret em Lisboa -, uma vez que pressupunha uma boa dose de contacto físico com o público, coisa proibida nos tempos que correm.

Sem perder o (bom) humor

Pedro Tochas garante que não perdeu a boa disposição durante o período de confinamento. “Se calhar o facto de não ter filhos ajudou um bocadinho”, conta. “Aproveitei esse tempo para fazer aquilo que eu chamo ‘voltar a encher o poço’, a fazer cursos online, a ler, a aprender”, relata. A única desvantagem, aponta, foi “os dias terem-se colado uns aos outros e passou tudo muito rápido”. E sim. Já tinha saudades dos palcos, do contacto direto com o público. “Adoro estar ali, com as pessoas à minha frente”, assegura. Mesmo com máscaras. “Tens que avaliar a reação das pessoas pelas sobrancelhas", nota.

Nesta fase de retoma, Pedro Tochas já teve a oportunidade de pisar vários palcos e espera continuar a apresentar-se ao vivo perante o público. Sem fazer grandes planos, porque os tempos assim o exigem. “O meu plano é estar sexta-feira em Aveiro, a curtir. A partir daí, logo se vê”, diz. Vai tentar passar ao lado dos ovos moles - afiança estar de dieta -, mas não promete nada.

* Créditos da foto: Raquel Viegas
Festa Publicidade

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.