AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

“A menina do mar”, como nunca a viu, no palco do Teatro Aveirense

Palcos

Um dos títulos mais amados de Sophia de Mello Breyner Andresen, “A menina do mar”, transformou-se num conto musical, com atores e músicos a percorrerem a história de uma menina que vive no mar. Entre eles está Martim Sousa Tavares, jovem maestro que já dispensa apresentações e que sente os textos de Sophia de Mello Breyner Andresen como muito poucos. O sangue da poetisa corre-lhe nas veias (é neto de Sophia). Martim Sousa Tavares é um dos responsáveis pelo espetáculo “A Menina do Mar”, juntamente com Edward Luiz Ayres d’Abreu e Ricardo Neves-Neves, que passa este domingo (11h00), pelo Teatro Aveirense.

Produzido no âmbito do centenário de Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2019), este espetáculo quer levar o público a redescobrir esse conto “quase imortal e que já vai na terceira ou até quarta geração de leitores”, mas de uma forma surpreendente. “Diria que é uma espécie de festa dos sentidos, em que os olhos têm muito para ver, os ouvidos têm muito para ouvir e a cabeça está a captar muita coisa”, anuncia Martim Sousa Tavares.

Uma produção que certamente deixaria a poetisa orgulhosa, garante o seu neto. “E não sou só eu que o digo. A restante família, sobretudo a geração acima da minha, gostou muito da produção”, assevera, notando que o espetáculo respeita, na íntegra, o texto original. “Não se mudou uma vírgula”, frisa.

Martim Sousa Tavares faz ainda questão de destacar a qualidade dos atores e dos músicos envolvidos nesta produção, atribuindo-lhes grande parte do sucesso que o espetáculo tem vindo a registar. Já lá vão mais de meia centena de apresentações, com a perspetiva de poder trilhar esse mesmo caminho além-fronteiras, mais concretamente nos países de língua portuguesa – ainda que a pandemia tenha vindo colocar esses planos em suspenso.

Ao público aveirense que irá assistir à apresentação deste domingo, Martim Sousa Tavares promete “uma récita única de um conto que todos conhecem, mas não desta forma, com uma orquestra, atores e animação, e que vai fazer com que todos vão para casa com uma versão ainda mais interessante deste conto que todos amamos”.

Festa Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.