AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Clandestino by Salpoente: prazeres pós-pandémicos!

Gastronomia

Onde se come

João Manuel Oliveira

Começo por uma frase polémica. Se não fosse a pandemia, se calhar não teríamos este “Clandestino” tão cedo na cidade de Aveiro. Por isso, se a pandemia foi má por muitas e muitas razões, deu-nos o prazer de ter um espaço giro, com boa comida, serviço e que dá vontade de pecar, gulosamente falando. Mas a frase, sendo minha, traduz como nasceu o Clandestino, do take-away e delivery que o Salpoente, através do Executive Express, criou para ir mantendo satisfeitos os seus clientes e alargando soluções que alegram o olhar… e o paladar.

A arte da restauração é mágica, não é só gestão. Pelos livros dizem que a conjugação do local + oferta é fator essencial para o sucesso. A realidade depois demonstra-nos que há pessoas a fazerem dezenas ou centenas de quilómetros para irem ao restaurante X ou Y e outros espaços que, por muita boa localização, parecem condenados.

Não é o caso do Clandestino by Salpoente. Junto à Universidade de Aveiro, Hospital e vários serviços públicos, ao Bairro do Alboi e com esplanada junto ao Jardim da baixa de Santo António. Está situado na Rua Luis Bráz Abreu, 3 e abre das 12 às 15 e das 19 às 22.30 estando também disponível em modo take away e delivery. Os aveirenses irão adorar a esplanada, completamente integrada com o Jardim.

Mas mais do que isso, esta localização permite ao restaurante, com uma decoração trendy e cosmopolita, ser um “melting pot” em que jovens universitários convivem com advogados e outros profissionais. Nestes primeiros meses após a abertura, tem estado quase sempre com excelentes caras e já vi alguns habitués, o melhor que um espaço de restauração pode ter, aquilo que lhe transmite o sentimento de futuro garantido.

A carta apresenta soluções de sucesso, pratos bem feitos e novidades curiosas. Uma seleção de pizzas napolitanas, em forno a lenha (lindíssimo, ou como se diz agora, instagramável) bem confecionadas, os hambúrgueres com carne de qualidade e a francesinha, um dos pratos que mais foi pedido nesses tempos inóspitos em que estávamos em casa. Mas depois há entradas e pratos que nos convidam ao deleite puro. Nas entradas, os croquetes esféricos de prazeres variados, o carpaccio de novilho, os baos ou o taco de atum. Nos pratos, os três “brás”, o tradicional, o de alheira e o de espargos e alho francês são de chorar por mais… e o mais pode ser, por exemplo, a também trilogia dos pregos disponíveis: o de atum, tofu ou a tradicional carne!

Não deixem de provar os ovos rotos e as pizzas. Refiro igualmente, algo que quem leu a descrição dos pratos deve já ter notado. Um vegetariano – que nestes espaços de comida mais rápida por vezes fica atrapalhado – ficará satisfeito por aqui. Das pizzas ao Brás e ao prego, terá sempre soluções direcionadas para o seu estilo alimentar.

A carta vínica apresenta um conjunto de soluções cativantes para o segmento de restauração associado. Podemos beber um vinho de qualidade, centrando-se em marcas fora do habitual mas conhecidas. A champanhada e a sangria são obrigatórias e a primeira, bebida na ocasião, é de qualidade. Apresenta várias soluções de bar e de cervejas mas com a esplanada deixo a sugestão de expandirem a oferta de cervejas artesanais em tap. O serviço global é atencioso, mesmo em situações de grande stresse e competente. Nota extremamente positiva, nesse campo e onde se vê a “escola” salpoente. Positivo em tudo, num local onde se volta com facilidade, embora seja mais fácil se reservarmos ?

Caros leitores, continuamos a receber as suas sugestões para gastronomia@magnumwineclub.com ou para os contatos da AveiroMag

Preço médio (20 euros) – http://www.restauranteclandestino.pt

Clandestino by Salpoente RUA DR. LUIS BRÁS DE ABREU, 3 3810-100 AVEIROPortugal Reserva: 234 483 185 | 926 027848 Encerra à Segunda-Feira Horário de Abertura 12h – 15h 19h – 23h
Festa Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.