AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Matsuri, um festival de homenagem ao Japão

Gastronomia

Onde se come

João Manuel Oliveira

Prestes a abrirem um novo espaço em Aveiro, no conceito “Izakaya” – bar com comida, mas isso deixarei para descrever melhor o conceito quando abrir - escrevo-vos sobre o mais antigo restaurante japonês de Aveiro, o Matsuri. Um clássico e uma paixão por quem tem o vício da sushi, sashimi e que mantém, consistentemente, a qualidade ao longo dos anos.

Matsuri é um termo bem escolhido como nome do espaço. Matsuri eram, originalmente, momentos festivos ligados à religião, onde as pessoas de determinada região agradeciam as colheitas ou o bom tempo, mas que tinha sempre um momento de partilha, de petiscos e eventualmente bebidas. E por isso há matsuris todo o ano, um pouco como as nossas festas locais. E entretanto, o conceito evoluiu, há matsuris sem conotação religiosa e em praticamente todo o mundo onde há grandes comunidades japonesas.

E como referi no parágrafo anterior, foi uma bela opção a escolhida para o nome. Porque o Matsuri, fundado há 13 anos por Jorge Correia e Marilene Silva, é, para os apaixonados, um verdadeiro festival de sabores, texturas e prazeres. Consistentemente referido entre os valores seguros do sushi em termos nacional, o Matsuri apresenta-se como um espaço simples, bonito e funcional. À entrada apresenta o tradicional balcão para quem está numa filosofia diferente, e depois somos levados à sala, separada fisicamente, e que no início teve, até à mais recente remodelação, inclusive, mesas baixas. Continua a ser um espaço muito agradável, entre mesas mais pequenas e para grupos maiores, e onde cabem, confortavelmente, quase 70 pessoas.

Qualquer restaurante de sushi de topo deve transmitir a confiança de quem lá trabalha e a qualidade e frescura dos ingredientes. E o Matsuri, para além de passar brilhantemente nesses dois tópicos consegue também mostrar qualidade de serviço dos seus colaboradores, que sabem estar, corresponder ao cliente e manter as mesas satisfeitas. Juntando a estas três componentes, temos que falar do sushiman.

Quando entramos no restaurante, há duas hipóteses – olhar para a carta e pedir as diversas peças possíveis à sua medida. Ou então, optar por deixar-se ir e seguir as decisões de quem faz as peças. Eu costumo deixar-me nas mãos do chef de uma forma simples: referir o que pretendemos (se mais tradicional ou mais fusão, se quentes ou frios) e aproveitar a experiência. Garanto-vos (mas as fotos também são esclarecedoras) que vale a pena.

Quem pretender pedir à carta, tem várias opções. Nas entradas, os meus favoritos são as tostas jalapeno e as gyozas yasai. Mas devem pedir também as yakitori ou o sunomono. A miso shiru poderá ser uma excelente opção, igualmente. Ao almoço, o Matsuri tem as Bento Box com combinados ou menu quente japonês, mas na carta os pratos principais são vastos: quatro opções de baos (sendo que um vai variando diariamente), quatro opções de tempura (com a clássica de camarão e amêndoa laminada), o sushi e sashimi (com os peixes a variar de acordo com as opções diárias e muito mais. Os temaki, os nigiri, gunkan e os rolos especiais fecham o menu. Mas fora daquilo que convencionamos chamar de sushi, há igualmente as yakisoba (massa salteada com legumes e diversas proteínas, como frangão, porco e lulas ou gambas), grelhados na chapa e panados diversos. Sairá satisfeito de certeza!

Em termos de carta vínica e de bebidas, o Matsuri apresenta onze opções de vinho a copo (entre brancos, tintos e rosés), uma carta pequena de duas / três referências por região, alguns vinhos do mundo de marcas conhecidas e apresenta um produto de sucesso garantido – o jarro de sangria de saque e citrinos. Claro que também existe a tradicional sangria de frutos vermelhos e uma opção meritória por permitir o BYOB (claro que de vinhos fora da carta) em conta e com qualidade de serviço!

Quem não conhece, está a perder um grande espaço e de enorme qualidade.

Caros leitores, continuamos a receber as vossas sugestões para gastronomia@magnumwineclub.com ou para os contatos da AveiroMag

Preço médio (40 euros) – http://www.matsuri.pt/

Matsuri – Sushi & Fusion Rua Eng. Carlos Bóia, 41-43. 3810-702 Aveiro Tel. +351 234 040 037 geral@matsuri.pt
Festa Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.