AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Do Avesso parte em digressão e vai passar por palcos inusitados

Artes

A Severi vai partir em digressão com o espetáculo “Do Avesso”. No total vão ser sete as apresentações. Depois da estreia no CAE em Sever do Vouga, com casa cheia, o trabalho artístico será apresentado nas restantes seis freguesias do concelho. Prevista está também uma apresentação fora de portas, em Macinhata. Os palcos escolhidos são locais decentralizados e informais. O objetivo passa por aproximar a cultura dos espectadores.

“Do Avesso” promete quebrar barreiras e, quase bater à porta dos espectadores. A primeira apresentação é já no domingo, 13 de novembro, às 15h00, na Associação Cultural e Social de Couto de Esteves. Segue-se o espetáculo do dia 26 de novembro, às 15h00, no auditório do Centro Paroquial de Rocas do Vouga. Em dezembro o espetáculo continua na estrada. No dia 3 de dezembro, às 21h00, a paragem é no Multiusos de Dornelas. A 10 de dezembro, “Do Avesso” ruma a Macinhata, no concelho de Águeda, no Clube Macinhatense. De regresso a casa, no dia seguinte, 11 de dezembro, às 15h00, a apresentação é na Junta de Freguesia de Talhadas. No fim de semana seguinte, há mais duas apresentações: 16 de Dezembro, às 21h30, no Auditório da Junta de Freguesia de Pessegueiro do Vouga e a 18 de dezembro, às 15h00, é na União de Freguesias de Cedrim e Paradela a última apresentação, no CDC Paradela.

O espetáculo é 100% severense. Escrito por Patrícia Fernandes, junta os grupos juvenil e comunidade, num total de quase meia centena de pessoas. A partir dos contos dos irmãos Grimm, esta criação tem a missão de refletir sobre os estereótipos e preconceitos enraizados nos contos de fada, ao mesmo tempo que quer acompanhar os desafios da atualidade. A dramaturgia procura refletir sobre algumas questões fundamentais, como os problemas ambientais, a igualdade de género, a cidadania e a inclusão social.

“A apresentação dos espetáculos em espaços descentralizados e informais é uma oportunidade para criar novos públicos e impactar pessoas que não têm hábitos culturais enraizados, sendo, assim, uma oportunidade para aproximar os públicos da cultura e incentivar a sua cidadania e participação cívica”, sublinha a coletividade.

Para dinamizar este projeto, a Severi firmou um conjunto de parcerias com associações e autarquias locais que têm um papel central no acolhimento e captação de públicos para os espetáculos. A saber: ACS Couto de Esteves, Agrupamento de Escuteiros de Rocas do Vouga, União de Freguesias de Silva Escura e Dornelas, Clube Macinhatense, Associação de Pais das Talhadas, Junta de Freguesia de Pessegueiro do Vouga CDC Paradela e GRCC Silvaescurense.

Este projeto é apoiado pela Direção Regional de Cultura do Centro, IPDJ e Município de Sever do Vouga.

Festa Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.