AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Porto Digital: um mar de inovação que está prestes a estender-se a Aveiro

Inovação

São mais de 350 empresas e quase 15 mil profissionais e empreendedores agregados num só espaço. Os números impressionam, especialmente quando o nosso dia-a-dia é passado numa cidade de 80 mil habitantes, entre prédios que não vão além do sexto ou sétimo andar. Em plena Avenida Cais do Apolo, bem no centro histórico da cidade do Recife, no Brasil, subimos ao 16º andar para conhecer os meandros daquele que é tido como um dos principais polos de tecnologia do Brasil, o Porto Digital, e que está prestes a estender-se até à cidade de Aveiro - tem programada a abertura de um hub na cidade da ria. Um exemplo de empreendedorismo e, simultaneamente, de reabilitação urbana, uma vez que, enquanto parque urbano e aberto instalado no centro histórico do Bairro do Recife, o Porto Digital tem vindo a dar um forte contributo para a requalificação de uma área outrora degradada - desde a sua fundação, em 2000, já foram restaurados mais de 138 mil metros quadrados de imóveis históricos.

O que começou por ser um parque tecnológico formado por apenas três empresas e 46 pessoas, é atualmente composto por um conjunto de empreendimentos que gera uma faturação anual superior a 3,67 bilhões de Reais (dados de 2021) e já é considerado o terceiro maior setor de serviços na capital do estado de Pernambuco. Um trabalho que não tem passado ao lado de inúmeras instituições nacionais e internacionais, como comprovam os prémios e distinções já alcançados pelo Porto Digital. Só a título de exemplo: Em 2014, o jornal britânico The Guardian destacou a iniciativa "Recife: The Playable City", promovida pelo Porto Digital, como uma das dez iniciativas que estão mudando a cultura no mundo; em 2017, venceu o Prémio Rodrigo Melo Franco de Andrade na categoria "Excelência em Gestão Compartilhada do Património Cultural.

Com a vinda para a cidade Aveiro, o Porto Digital consegue, assim, dar início à sua internacionalização, encetando um caminho que se espera profícuo tanto para as empresas brasileiras como para as portuguesas. É essa a estimativa Mariana Pincovsky, diretora executiva do Porto Digital, que é quem nos recebe no alto do número 222 da Avenida Cais do Apolo.

A escolha de Aveiro para instalar o futuro hub surgiu na sequência de uma visita a algumas cidades portuguesas com potencial para receber a extensão internacional do Porto Digital. Fundão, Matosinhos, Lisboa, Porto e Vila Nova de Gaia, além de Aveiro, estavam entre as candidatas, mas a cidade da ria acabou por ser a preferida. “A cidade que tem mais proximidade com Recife é, obviamente, Aveiro. Tem muitas semelhanças”, repara a diretora executiva, destacando, ainda, “o acolhimento, recetividade e entusiasmo” do presidente da Câmara de Aveiro em relação ao projeto. Sem esquecer o peso da Universidade de Aveiro e a importância de projetos como o PCI - Creative Science Park. “O Fundão também nos agradou muito e o presidente da câmara também foi recetivo e, por isso, o Fundão não está totalmente descartado. Podemos ter uma sede em Aveiro e estar noutros municípios”, contrapõe.

Com esta expansão para território aveirense, além de abrir a janela de oportunidades para as empresas que alberga no Recife, o Porto Digital estará também a criar condições para reter talentos. “Estávamos a perder muita mão de obra lá para fora e a pandemia mostrou isso de forma muito clara, com a possibilidade do trabalho remoto. As pessoas começaram a trabalhar para empresas europeias, ganhando em euros, e ficou muito difícil competir”, introduz Mariana Pincovsky. Para reverter o cenário, e também para estimular a internacionalização das empresas nele sediadas, o Porto Digital decidiu atravessar o Atlântico, rumo à Europa - Portugal acabou por ser a opção óbvia, pela língua e história em comum.

Um caminho de dois sentidos

Mais do que ser uma oportunidade para as empresas que estão sediadas no parque tecnológico pernambucano - o Porto Digital conta também com uma unidade no município de Caruaru, o Armazém da Criatividade -, o polo da cidade de Aveiro também quer abrir uma janela para as empresas portuguesas que queiram estender-se ao Brasil. Abrir-se-á um caminho de dois sentidos entre Recife e Aveiro, encurtando os milhares de quilómetros e o oceano que as separam. Segundo faz questão de destacar, ainda, Mariana Pincovsky o futuro hub de Aveiro também não se limitará às empresas que já estão instaladas no parque tecnológico de Recife. “Qualquer empresa do Brasil, na área da tecnologia, que queira internacionalizar-se pode ter acesso ao nosso hub”, faz questão de vincar.

Numa altura em que estão já a ser finalizadas as burocracias inerentes à abertura do polo de Aveiro, a direção do Porto Digital acredita estar prestes a ver este projeto de internacionalização começar a dar os primeiros passos. “A expetativa é que ainda neste primeiro semestre de 2023, consigamos abrir o polo de Aveiro”, revela a diretora. Inicialmente, irá funcionar numas instalações provisórias, no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro. Mais tarde, deverá instalar-se num espaço definitivo, sendo que um dos locais que está em cima da mesa é a zona da antiga lota.

Nesta fase, segundo adianta Mariana Pincovsky, existem já 25 empresas brasileiras interessadas no hub de Aveiro, perspetivando-se “um total de 200 trabalhadores logo no primeiro ano”. Do leque de firmas que já manifestaram interesse em integrar este polo do Porto Digital consta o instituto tecnológico CESAR School.

Por ora, são ainda desconhecidos os montantes do investimento do Porto Digital na cidade de Aveiro. A direção do parque tecnológico ainda está a fechar as contas e eventuais financiamentos ao projeto.

Mercedes Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.