AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Estudante da UA lança livro de poemas e textos

Literatura

Começou a escrever para aprender a lidar com os próprios sentimentos e lança agora uma mensagem de superação em forma de livro. Em “Seguindo as Correntezas do Meu Oceano”, Luísa D´Araujo, estudante do 2º ano de Engenharia Civil da Universidade de Aveiro, aborda a descoberta de sentimentos como a ansiedade, solidão e depressão e de como os podemos ultrapassar. Apaixonada por literatura e engenharia, a estudante espera continuar a conseguir conciliar as duas áreas.

Tal como confessa, em declarações ao website da UA, parte do seu tempo é dedicado à escrita. Aquilo que começou por ser “uma carta de despedida” à avó, acabou por se tornar “mais pessoal do que imaginava” e deu origem ao livro que acaba de publicar: “Seguindo as Correntezas do Meu Oceano”, disponível em várias livrarias do país.

A morte da avó, a quem dedica este livro, acabou por despertar na estudante sentimentos de tristeza, solidão e ansiedade, sentimentos estes que decidiu transpor para o livro que agora lança. Explica que nele estão pistas sobre o “caminho que devemos percorrer para uma nova perspetiva”, que há beleza na dor e que devemos aceitar aquilo pelo qual estamos a passar.

O gosto pela leitura surgiu quando ainda era pequena e lhe ofereceram o “principezinho”, que diz ter lido “tão rápido” que não prestou atenção às palavras. Leu-o novamente e foi nesse momento, explica, que a leitura se tornou numa “zona de conforto”. Conta que aproveita todos os momentos para ler, hábito que herdou quando ainda era criança, o que a ajuda a gerir os sentimentos e a minimizar a solidão que às vezes sente. O gosto pela leitura estendeu-se para a escrita, ferramenta que utiliza como terapia para “para aliviar o stress e toda a ansiedade". Luísa desabafa que escrever é a porta da sua alma, "onde expressa tudo o que consigo dizer, o que tenho que dizer.”

Sobre como concilia áreas tão distintas, Luísa explica que “no início não sabia muito bem o que estava a fazer” e que a sua paixão pela escrita a fez questionar se estaria no curso certo, uma vez que dedicava mais tempo às letras do que aos números. Depois de um ano sabático, para perceber se se dedicava inteiramente à escrita ou à engenharia, Luísa percebeu que conseguia dividir tempo pelas duas paixões. Para si, a “engenharia e a escrita são duas áreas que se complementam” e que são precisas as duas para “alcançar um nível de estabilidade mental e conhecimento pessoal e profissional”.

Para o futuro, Luísa D’Araujo espera poder continuar o seu percurso como engenheira civil mas também dar continuidade à paixão pela escrita. No horizonte tem o “my golden 20’s”, um livro que será publicado num futuro próximo e outras obras que tem em desenvolvimento. Atualmente conjuga as aulas com os artigos que escreve para aGerm Magazine.

Mercedes Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.