AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Festival Literário promete transformar Ovar numa biblioteca viva

Literatura

Ovar vai transformar-se numa verdadeira biblioteca viva. De 13 a 17 de setembro está de regresso o FLO (Festival Literário de Ovar), promovido pela Câmara Municipal de Ovar. Da biblioteca ao jardim, do museu ao parque, do Centro de Arte, à praça, esta é já a nona edição do FLO e vai ter um total de 12 palcos espalhados por toda a cidade e mais de 50 iniciativas. Próximo, descentralizado e com uma programação diversificada, o FLO convida os leitores (ovarenses e visitantes) para uma viagem por palavras e histórias.

No FLO celebram-se as palavras, mas os números também têm muito a dizer. 68 escritores/autores, nove mesas de conversas, seis oficinas, oito concertos/ performances, quatro exposições e 13 apresentações de livros. Com uma programação eclética que lhe confere uma assinatura própria, ano após ano, o Festival Literário de Ovar tem conseguido crescer e atrair novos públicos e é já uma referência no panorama literário nacional.

A promoção da literatura e da literacia, promovendo o contacto entre escritores e leitores e divulgando autores e projetos emergentes, continua a ser a missão deste projeto. A sessão de abertura está marcada para o dia 13 de setembro, às 21h00, no Centro de Arte de Ovar. Seguem-se cinco dias com múltiplas propostas e motivos de encontro e partilha à volta dos livros e da leitura.

José Luiz Tavares, Carlos Tê, Jaime Rocha, Luís Filipe Sarmento, Maria João Viegas, Vicente Alves do Ó são só alguns dos autores que vão passar pelo FLO em 2023, cuja programação dos conteúdos literários é mais uma vez da responsabilidade do professor e escritor ovarense Carlos Nuno Granja. Destaque para a apresentação do livro “O Amor e a Guerra Colonial – Escreve-me cartas bonitas” de Armando França e Celina França que terá lugar no Centro de Arte de Ovar, dia 17 de setembro, às 15h30.

Palavra puxa palavra… são as frases de autores excecionais, tais como Natália Correia, Urbano Tavares Rodrigues, Eugénio de Andrade, Manuel António Pina ou Eduardo Lourenço, que vão ser o mote para conversas informais e apaixonantes entre convidados e público, outro dos elementos diferenciadores da iniciativa.

O envolvimento ativo dos participantes é uma das premissas do festival, com propostas para todos os gostos e idades. Destaque para uma forte aposta em atividades para crianças e famílias, com diferentes sugestões de mediação de leitura, tais como sessões de conto, oficinas, ilustração e apresentação de livros infantis e juvenis.

Palavras cantadas prometem serões de celebração

Com o propósito de tornar o FLO cada vez mais abrangente e plural, a Câmara Municipal de Ovar promove uma programação que convida a transformar as palavras em melodia. Logo no dia 14 de setembro, às 22h30, Maze & Francesco Valente atuam na Escola de Artes e Ofícios. O espetáculo musical junta a “spoken word” e a poesia urbana à magia do jazz.

No dia seguinte, a 15 de setembro, às 22h30, também na Escola de Artes e Ofícios, Júlio Resende ao piano e Júlio Machado Vaz, enquanto dizedor, partilham o palco para apresentar Poesia Homónima. O ponto de partida são poemas de Eugénio de Andrade e Gonçalo M. Tavares, mas a viagem promete ir mais longe e o público é convidado a embarcar.

Já os Lisbon Poetry Orchestra vêm a Ovar apresentar o projeto “Os Surrealistas”, uma viagem pelos poemas de Mário Cesariny, Alexandre O’Neill e muitos outros, com a alegria e a força contagiante que os caracteriza. O espetáculo está marcado para o Centro de Arte de Ovar, no dia 16 de setembro, às 22h30.

O Festival Literário de Ovar promete fechar com chave de ouro com a performance “Poésis, ou a palavra criadora”, do Grupo Vocal Canto Décimo. O encerramento está marcado para dia 17 de setembro, às 18h00, no Centro de Arte de Ovar.

Os 50 anos da Obra de Emerenciano

Promover a identidade e valorizar os agentes locais continua a ser uma marca do Festival Literário de Ovar. A obra do artista-plástico ovarense Emerenciano estará em destaque, com a exposição “Querer Dizer – Emerenciano, 50 Anos entre a Pintura e a Escrita – 1973/74 a 2023/2024” que ficará patente na Galeria do Centro de Arte de Ovar. A inauguração está marcada para o dia 13 de setembro, quarta feira, às 18h30. No mesmo dia, a partir das 21h00, destaque, ainda, para uma conversa sobre a obra Emerenciano, com a participação de Fernando Aguiar e Paulo Samuel, no Centro de Arte de Ovar. O artista, de dimensão nacional e internacional, protagonizou e integrou dezenas de exposições em inúmeros países e a sua obra é marcada pela aproximação da pintura à escrita. O artista tem uma forte ligação a Ovar, tendo produzido painéis de azulejos para o Posto de Turismo e para a Praia do Furadouro.

Mercedes Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.