AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Navio-Museu Santo André celebra 75 anos com exposições, cinema e conversas

Património

O programa inicia-se na tarde de sábado, às 16h00, no Museu Marítimo de Ílhavo.

 

Nos dias 24 e 25 de fevereiro, sábado e domingo, o Museu Marítimo de Ílhavo assinala os 75 anos da primeira viagem do Navio-Museu Santo André, com um vasto programa.

Destacam-se duas novas exposições temporárias, o início de um ciclo de cinema, uma visita especial com um ex-tripulante e uma Conversa de Mar sobre o 25 de Abril a bordo dos navios bacalhoeiros.

O programa inicia-se na tarde de sábado, dia 24, às 16h00, no Museu Marítimo de Ílhavo, com a inauguração da nova exposição temporária “Ideologias do Mar: confrontos e narrativas”. Esta exposição, em colaboração com o projeto FILMar, apresenta uma leitura de discursos, práticas, rituais, estéticas e figurações que exprimem várias vivências ligadas ao contexto marítimo durante o período do Estado Novo.

Para a noite está marcado o Ciclo de Cinema “Ideologias do Mar”, que complementa o discurso da exposição, e terá sessões quinzenais até ao dia 4 de maio. Nesta primeira sessão, o Museu Marítimo de Ílhavo recebe os filmes “A Almadraba Atuneira” (1961), de António Campos, e “Areia, Lodo e Mar” (1977), de Amílcar Lyra. O Ciclo de Cinema “Ideologias do Mar” nasce de uma colaboração da Cinemateca Portuguesa com o Museu Marítimo de Ílhavo.

Mercedes Publicidade

No domingo, dia 25, às 15h00, Marcos Bola Filipe, antigo tripulante, levará os visitantes a conhecer a Casa das Máquinas. Às 16h30, associando os 75 anos do Navio aos 50 anos do 25 de Abril, será inaugurada a exposição temporária “Mar revolto: memórias de 1974”, que será o ponto de partida para a Conversa de Mar “A greve dos bacalhoeiros em 1974”, que contará com a presença de Armando da Silva Teixeira, antigo Moço e Aprendiz de Escalador, e Carlos Marques Fernandes, Radiotelegrafista.

O Navio-Museu Santo André é um polo do Museu Marítimo de Ílhavo. Fez parte da frota portuguesa de bacalhau e pretende ilustrar as artes do arrasto.

Mais recentemente, o Navio-Museu Santo André foi alvo de uma requalificação e reabriu ao público com um novo projeto museográfico que conta com novos espaços e recursos expositivos.

Esta foi a primeira grande intervenção desde que o Santo André passou a navio-museu, em 2001. A obra envolveu um investimento de 1,2 milhões, tendo a União Europeia financiado em 75%.

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.