AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Ovar já deu início às Solenidades Quaresmais

Região

Procissões seculares, concertos, exposições, visitas e vivências únicas compõem o programa

 

 

Já se iniciaram as celebrações das Solenidades Quaresmais em Ovar. Até ao dia de Páscoa, a 31 de março, são inúmeros os momentos programados, numa iniciativa do Município de Ovar e da Paróquia de S. Cristóvão de Ovar. Desde procissões seculares a um programa cultural riquíssimo, com concertos temáticos que envolvem os agentes locais, exposições e visitas, são muitas as manifestações culturais e religiosas que se traduzem em momentos de uma beleza singular.

“O programa das Solenidades Quaresmais visa promover o património cultural e religioso, material e imaterial do concelho, preservando a identidade da comunidade. Assim, mantendo intocáveis as vivências religiosas, pretende-se valorizar estas tradições seculares que constituem uma oferta turística única e diferenciadora, com potencial para atrair pessoas ao território e dinamizar a economia do concelho. De facto, as tradições, a história e o património religioso permitiram construir no concelho um valioso legado que posiciona Ovar entre os concelhos do país com celebrações mais imponentes e excecionais”, defende Domingos Silva, Presidente da Câmara Municipal de Ovar, que considera que estas celebrações, à semelhança do Cantar os Reis e do Carnaval, são das expressões comunitárias mais significativas e importantes do concelho. “Há séculos que se vive com fervor e devoção esta época, tendo o concelho várias tradições que são transmitidas intergeracionalmente e aqui vividas de forma única”, sublinha.

 

Centro da cidade recebe sete procissões

 

Tendo como pano de fundo o Centro Histórico de Ovar e o seu património religioso incomparável, no total, vão realizar-se sete procissões quaresmais. Cada uma com a sua mensagem e vivência, são vividas no concelho com enorme fé e devoção e são o ponto alto das celebrações religiosas. Já no dia 25 de fevereiro, às 15h, tem lugar a Procissão dos Terceiros (Cinzas). Com início na Igreja Matriz, à rua saem 14 andores das imagens dos Santos Tutelados da Ordem Terceira de São Francisco.

Segue-se, a 15 de março, às 21h, a Procissão da Transladação da Imagem de Nossa Senhora das Dores, da Capela do Passo do Calvário para a Capela de Santo António.

A Procissão dos Passos está marcada para o dia 17 de março, às 15h, com início na Igreja Matriz. Trata-se de uma celebração que reconstitui os passos de Jesus Cristo desde o Pretório até ao Calvário, tendo no encontro entre o andor do Senhor dos Passos e a Nossa Senhora das Dores, junto à Capela do Passo do Encontro, um dos momentos mais sentidos.

Também a Bênção e Procissão dos Ramos, no dia 24 de março, às 10h30, é uma cerimónia emocionante. Depois da solene Bênção dos Ramos, na Capela do Passo do Calvário, segue-se, em procissão, até à Igreja Matriz recordando a entrada de Cristo em Jerusalém.

Campus Jazz Publicidade

É na Semana Santa que se vivem os momentos mais relevantes e as tradições religiosas mais emblemáticas. Na Quinta-feira Santa, 28 de março, às 21h30, com início na Igreja Matriz, a procissão do Ecce-Homo, que revisita as palavras de Pôncio Pilatos quando apresentou Jesus de Nazaré à multidão. É vivida num silêncio impactante, interrompido, apenas, pelo som das matracas. Nesta cerimónia, três imagens do século XVII – Crucificação, Senhor da Cana Verde e Cristo Atado à Coluna - percorrem a cidade de Ovar.

Já na Sexta-feira Santa, 29 de março, dia da Paixão, Morte e Sepultura de Jesus, há dois momentos de profundo espiritualismo e devoção.  Com início na Igreja Matriz, às 07h30, inicia-se a Procissão da Via Sacra, que irá percorrer as 14 cruzes presentes nas principais ruas do Centro da Cidade. Às 21h, a Procissão do Enterro do Senhor parte da Capela do Passo do Calvário e faz o percurso da Paixão de Cristo com dois andores - o esquife com Cristo Morto e a Nossa Senhora da Solenidade.

No sábado de Páscoa, 30 de março, às 21h, na Igreja Matriz, há a celebração da vigília pascal e, no domingo de Páscoa, 31 de março, o tradicional compasso pascal, com início às 9h30, e duas Eucaristias, às 8h e às 18h.

 

Concertos temáticos, exposições e visitas comentadas

 

Para além dos rituais religiosos, destaque, ainda, para os momentos musicais temáticos, em que a melodia é o mote para a reflexão. Previstos estão quatro concertos. No passado domingo, 18 de fevereiro, atuou a Banda Filarmónica Ovarense, na Igreja Matriz.  Segue-se a 3 de março, o concerto da Banda Boa União. O concerto está marcado para as 17h30, na Igreja Matriz.  A Orquestra Filarmonia das Beiras junta-se ao Orfeão de Ovar para um espetáculo único. Está marcado para o dia 17 de março, às 18h30, no Centro de Arte de Ovar. O último concerto será protagonizado pela Banda Sinfónica de Ovar, também na Igreja Matriz, no dia 24 de março, às 17h30.

O Centro de Arte de Ovar inaugura, a 16 de março, às 16h, a exposição “A Irmandade dos Passos e a Villa de Ovar” que vem revelar à comunidade a importância da Irmandade dos Passos de Nosso Senhor Jesus Cristo, fundada em 1572, na identidade da cidade de Ovar. A exposição está patente até ao dia 7 de abril.

Do programa importa, ainda, destacar a visita comentada ao Centro Histórico de Ovar, no âmbito do “Dia Nacional dos Centro Históricos Portugueses”, este ano assinalado na Quinta-feira Santa, 28 de março. O ponto de encontro está marcado para as 16h, na Capela de Santo António. Tendo como mote a sensibilização para a sua preservação, estudo e valorização, esta visita comentada, protagonizada por académicos, propõe um percurso processional pelas principais artérias do Centro-Histórico de Ovar.

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.