AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Historiador aveirense publica “um novo olhar” sobre a história da infanta Joana

Literatura

É o próprio título que anuncia a diferença: Infanta Joana. Um novo olhar. A obra, da autoria do investigador aveirense Francisco Messias Trindade Ferreira, é lançada este sábado, dia 21 de dezembro, no auditório da Biblioteca Municipal de Aveiro (16h00) e conta a história da padroeira da cidade de Aveiro como ela nunca foi contada.

“Em rigor, muito do muito que se tem escrito não é mais do que, com um ou outro floreado, uma repetição dos textos originais que são o ‘Memorial da muito excelente princesa e muito virtuosa senhora a senhora infanta Dona Joana, nossa senhora’ e a ‘Crónica da Fundação do Mosteiro de Jesus de Aveiro’; desde 1585 com Nicolau Dias ou Jerónimo Román em 1595 até à actualidade, todos beberam nas mesmas fontes (e os mais recentes apoiaram-se sempre nos autores anteriores) que foram os dois citados documentos”, introduz Francisco Trindade, à Aveiro Mag.

“Se os novos textos se limitassem à repetição talvez não houvesse motivo para preocupação”, prossegue. “O maior mal é que frequentemente os autores introduzem considerações, factos e extrapolações de sua autoria, não consubstanciados em elementos documentais, acabando estes elementos por ser absorvidos em textos subsequentes como factos provados e confirmados”, alerta Francisco Trindade.

Indagar os textos originais

Infanta Joana. Um novo olhar é, garantidamente, “diferente do que até agora foi escrito. Não procura repetir o que já se disse, mas, e ao invés, indaga se aquilo que se encontra nos dois documentos de partida tem ou não consistência histórica. Para isso confronta os textos com outros documentos da época para aquilatar do seu rigor e validade enquanto fonte de informação histórica. É a prática da crítica externa do documento, habitual na investigação histórica”, revela o autor.

Natural de Aveiro (1958), Francisco Messias Trindade Ferreira é licenciado em História, mestre em História das Populações e doutor em História com subespecialidade em Demografia Histórica pela Universidade do Minho. Tem várias obras publicadas e foi, durante 35 anos, professor do ensino básico e secundário - a maior parte dos anos dedicados ao ensino foi passada em escolas de Aveiro. Em finais de 2014 deixou o ensino para se dedicar à investigação histórica e ao trabalho de pesquisa genealógica como profissional.

Festa Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.